Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O meu cancro


Sexta-feira, 10.01.14

Foi assim que soube que tinha um cancro

Neoplasia (exofítica) no ascendente.

Lesão vegetante circunferencial e estenosante de ascendente (?), não ultrapassável - biópsias. Sem outras alterações. Referencio P C. Cirurgia.

 

Foi isto que, fez ontem um ano, a Dr.ª Maria Lopes Salazar escreveu no relatório da colonoscopia que me fez. Acrescentou, depois na conversa que teve comigo, que, independentemente do resultado das biópsias, devia ser operado rapidamente, para evitar o bloqueio do intestino.

Lembro-me do ar incrédulo da médica e da enfermeira perante a calma com que recebi o diagnóstico. Nessa altura a minha única preocupação era o de conseguir ser operado o mais depressa possível, tal como me disseram, para ver se me safava antes que fosse tarde.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Zé LG às 00:26

Sexta-feira, 09.08.13

Acabou!

Terminei hoje o último ciclo da quimioterapia. Tive, finalmente, "ordem de soltura". Até fui tirar o infusor mais cedo (ainda de manhã) do que sempre fiz. Queria ver-me livre daquele "trambolho" quanto antes. Não só por mim, para me sentir solto, mas também pelo meu filho, a quem o dito fazia muita confusão. "Pai, sangue", "pai, tira" eram expressões que me massacravam. Finalmente, livre!

E, desta vez, sem desmaios, como me disse uma enfermeira para eu aqui escrever. Não me esqueci, como pode ver.

Sinto-me, como nas últimas vezes, cansado e com a boca um pouco encortiçada e algum incómodo com as alterações de temperatura. Espero, agora, que estes efeitos, apesar de suportáveis, vão desaparecendo gradual e completamente.

Um obrigado muito especial às enfermeiras e às auxiliares que foram / são inexcedíveis nos esforços que fazem para que nos sintamos bem ou, pelo menos, menos mal. Sem o seu profissionalismo e humanismo certamente que estes tempos, designadamente os dias dos tratamentos, teriam sido muito mais difíceis de suportar. A todas, sem excepção, o meu BEM HAJAM!

Um última palavra de solidariedade e de esperança para todos os companheiros de infortúnio com quem me cruzei para que as "coisas" lhe corram, pelo menos, tão bem como me têm corrido. FORÇA!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Zé LG às 23:08

Quarta-feira, 06.03.13

Desmaios

Desde criança que desmaio com facilidade e frequência. Acho que a explicação para esses desmaios é a imagem do sofrimento que certas situações podem provocar que se desenvolve sem que a consida controlar. Acontece mais facilmente quando estou em jejum. Mas não tenho explicação técnica.

Neste processo desmaiei duas vezes e outras vezes talvez não tenha desmaiado porque avisei antes e deitaram-me ou levantaram-me os pés.

Desmaei na véspera da operação quando ia fazer mais uns exames e estava à espera do elevador e quando fui desligar do cateter o balão com um dos fármacos usados na quimioterapia.

Não desmaiei quando fui tirar sangue para análises, como tantas vezes acontece, nem quando fui retirar os pontos das incisões resultantes quer da operação quer (hoje) da colocação do cateter, nem sequer aquando da colocação deste, que durou mais de meia hora e só com anestesia local.

Esta tarde ia com algum receio de que tal voltasse a acontecer, mas talvez porque a enfermeira me mandou deitar e nos mantivemos em conversa tal não aconteceu. O que foi muito bom, porque, como sabem os que já têm passado pelo mesmo, os desmaios deixam-nos um pouco desorientados e mal-dispostos durante algum tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Zé LG às 22:31

Quarta-feira, 20.02.13

Cateter

Esta manhã, fui submetido a uma pequena cirurgia para instalação de um cateter, junto da omoplata, para fazer, através dele, os tratamentos de quimioterapia, que vou ter de fazer.

Estava muito ansioso, não só porque desmaio com facilidade como por não saber muito bem como ia ser. A simpatia e o profissionalismo da médica (não consegui fixar o nome, é romena) e das enfermeiras fizeram com que mais esta "provação" decorresse melhor do que esperava.

É uma intervenção delicada, porque é preciso encontrar a veia numa pequena zona muito ocupada. O outro companheiro da mesma "provação" teve de repetir a intervenção no outro lado, porque a primeira não resultou, o que mostra bem a delicadeza desta cirurgia.

Foi mais uma etapa deste percurso que espero permita acabar com eventuais sequelas do cancro que me atingiu. Esperança e confiança ainda não me faltaram.

 

Uma nota pitoresca: Antes da intervenção foi-me aplicado betadine no peito e na cara. Depois de terminada a intervenção fui levado a fazer um RX, ainda com a cara (incluindo a barba) vermelha. Foi engraçado observar a cara das pessoas ao me verem naquela figura. A alguns conhecidos ainda disse que andava à procura dos cowbois...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Zé LG às 23:01

Sexta-feira, 08.02.13

A colonoscopia

Ao contrário do que acontece com muita gente, nada senti ao fazer a colonoscopia. Devem ter-me dado algum sedativo, porque adormeci logo que me deitei na marquesa e quando acordei foi como se nada tivesse acontecido.

Ao acordar, perguntei à enfermeira se estava tudo bem e esta disse-me que a médica já ia falar comigo. Percebi logo que alguma coisa não estava bem...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Zé LG às 22:47


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


Links

Informativos

Informativos